O mundo não anda para trás Aspectos da criação e dos avanços da Universidade Federal de Sergipe

Angelo Roberto Antoniolli

Resumo


Este artigo versa sobre a criação da Universidade Federal de Sergipe, na década de 1960. Os embates ideológicos que permearam o processo de criação demandaram um bom lapso de tempo. Duas correntes opostas disputaram as atenções e  useram-se em movimento. Razões de ordem política também causaram interferência. Aos poucos, contudo, a situação foi sendo contornada para prevalecer o pensamento do governo federal. Do mesmo modo, o artigo aborda os avanços da UFS, ao longo dos cinquenta anos de sua existência. A criação da Universidade Federal de Sergipe atendeu a uma antiga aspiração da sociedade sergipana. Nos últimos anos, ela começou a expandir-se para o interior. Ao todo, são seis Campi em funcionamento.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


http://www.latindex.unam.mx/buscador/ficRev.html?opcion=1&folio=8807

http://www.sumarios.org/revistas/revista-do-instituto-hist%C3%B3rico-e-geogr%C3%A1fico-de-sergipe